Secom investe mais de R$ 13 milhões em publicidade no primeiro trimestre

Tudo Rádio - Notícias

Quarta-Feira, 17 de Abril de 2019 @ 09:26


Brasília – Valor é cerca de 60% menor em relação ao mesmo período do ano passado


O portal Meio&Mensagem publicou uma matéria sobre os investimentos em mídia do governo federal neste início de ano. Segundo foi divulgado, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) realizou investimentos de cerca de R$ 13,3 milhões em publicidade no primeiro trimestre de 2019. O número está abaixo do que foi investido no mesmo período do ano passado, que foi de cerca de R$ 33 milhões. 


NAB SHOW 2019 | Veja o que foi notícia no maior evento de comunicação e tecnologia do mundo. Confira aqui a cobertura do tudoradio.com direto dos EUA 


De acordo com comunicado da Secom, o valor caiu 60% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a pasta destinou R$ 33 milhões para a área. A verba foi investida na campanha da Reforma da Previdência, a cargo da Artplan. 


Ainda de acordo com o texto, dos R$ 13,3 milhões destinados à campanha, R$ 1,9 milhão foram destinados a compra de mídia na TV Globo, seguida do SBT (R$ 1,4 milhão) e Record (R$ 1,2 milhão). Os valores foram definidos para os veículos “segundo plano de mídia técnica feita pelas agências licitadas pela Secom”. 


Hoje a conta da Secom é dividida entre Artplan, Calia e NBS. A Artplan criou a campanha da Reforma da Previdência após vencer concorrência entre as três empresas que atendem a Secom. Na comunicação, o governo trabalha o conceito Nova Previdência.


A divulgação dos dados de investimentos publicitários da Secom vem após uma matéria do UOL ter informado que os pagamentos da pasta na área teriam subido 63% em relação ao mesmo período de 2018, alcançando R$ 75,5 milhões. Mas, segundo um comunicado da Secom, os valores seriam relativos a despesas contratadas nos anos anteriores, durante o governo de Michel Temer. 


Outro dado apontado pelo portal referia a uma migração de ações publicitárias para a Record e, na sequência, o SBT, deixando a Globo na terceira posição quanto ao pagamento de verbas publicitárias oriundas da Secretaria. A inversão teria acontecido pela primeira vez. A informação relativa aos veículos também foi questionada pela Secom, conforme divulgado no texto acima.

Voltar