Migração AM-FM: comissão aprova parcelamento de taxas

Comunique-se-Comunicação


(Imagem: reprodução)


Agência Câmara @camaranoticias


Forma de pagamento de migração do AM para o FM foi discutida na Câmara dos Deputados. Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática se reuniu na última semana. Projeto de parlamentar do PSC do Paraná foi aprovado


A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou na quarta-feira, 28 de novembro, proposta que permite o pagamento parcelado em até 180 meses das taxas cobradas de emissoras de rádio para aumento de potência ou migração entre faixas (por exemplo, de AM para FM). Foi aprovado o Projeto de Lei 9183/17, do deputado Takayama (PSC-PR), com emenda do relator, deputado Milton Monti (PR-SP).


O relator concordou que a saúde financeira das empresas do setor não comporta o pagamento de forma única. “Isso acaba inibindo o crescimento da atividade e o próprio faturamento esperado pelo governo com o procedimento”, disse o parlamentar.


Monti, entretanto, propôs emenda para deixar claro que o parcelamento será mensal e não poderá ultrapassar o período da outorga. “Isso porque, em caso de não renovação, o recebimento dos recursos poderá ficar prejudicado”, completou.


O objetivo, segundo o autor, é facilitar o pagamento das taxas pelas emissoras de rádio do País, evitando a inadimplência no setor.



O relator, deputado Milton Monti (PR-SP), incluiu emenda indicando que o parcelamento não poderá ultrapassar o período da outorga (Imagem: Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados)


Tramitação


 


O projeto tramita em caráter conclusivo e será ainda analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Voltar