Em negociação com a Globo, Palmeiras ameaça exibir jogos na internet

Folha de S. Paulo-Esporte

Emissora deve reduzir valores dos contratos para TV aberta com a equipe


    15.abr.2018 às 2h00


  Alex Sabino Diego Garcia


São Paulo


Um dos clubes que ainda não fecharam com a Globo a transmissão do Brasileiro de 2019 na TV aberta e no pay-per-view, o Palmeiras ameaça exibir suas partidas pela internet se a emissora não concordar em retirar os redutores dos valores dos contratos em negociação.

O clube acertou a transmissão de seus jogos com o Esporte Interativo na TV fechada e, por isso, recebeu proposta da Globo com descontos.

Uma eventual transmissão pela internet, no entanto, só poderia ser realizada se o adversário do clube concordar.



Jogadores do Palmeiras pressionam Adriano de Assis Miranda, quarto árbitro do clássico contra Corinthians, após anulação de pênalti - Ricardo Nogueira - 08.abr.2018/Folhapress


Na final do Paranaense deste ano, por exemplo, o Atlético-PR teve de encerrar a transmissão que fazia do jogo pela internet por esse motivo.

O Coritiba, adversário do time rubro-negro, havia fechado com a Globo a transmissão de seus jogos no Estadual e não autorizou a exibição da partida pelo rival. A TV Globo também não exibiu a partida por falta de acordo com o Atlético-PR.

Em 2017, no entanto, Atlético-PR e Coritiba decidiram juntos transmitir o clássico paranaense pelo Estadual no YouTube.

A federação vetou a transmissão pouco antes da partida começar e o jogo teve de ser remarcado. Diante da repercussão negativa, a transmissão pela internet aconteceu. 


EM BLOCO


 


Para ter mais poder de negociação, Atlético-PR, Coritiba, Bahia e Santos combinaram em 2017 que negociariam em conjunto acordo com a Globo. 

O novo presidente do Santos, José Carlos Peres, mudou de ideia ao assumir o clube em janeiro. Ele rompeu o acordo do antecessor e assinou com a emissora carioca, o que irritou as outras equipes.

Peres manteve o relacionamento com a Globo na TV aberta e no PPV em troca de um adiantamento de 35% com juros abaixo do de mercado.

Nos contratos assinados entre clubes e Esporte Interativo há previsão de compensação quando a agremiação não fechar com a Globo na TV aberta. Os times e a emissora do Grupo Turner não revelam os valores previstos nesses casos.

Voltar