Facebook anuncia comitê para estudar efeito de mídias sociais em eleições

Folha de São Paulo-Mundo

Empresa começa nesta segunda (9) a avisar usuários afetados por vazamento de dados


   


Nova York


O presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, disse nesta segunda-feira (9) que a empresa terá uma comissão independente para estudar os efeitos das mídias sociais nas eleições e na democracia.


Segundo o executivo, a comissão vai trabalhar com fundações dos EUA para escolher um comitê de especialistas acadêmicos, que escolherão tópicos de pesquisa e pesquisadores independentes para realizar os estudos.


Também nesta segunda-feira, a rede social anunciou que suspendeu mais uma empresa de aplicativos, a CubeYou, que também teria usado dados de usuários de maneira imprópria. 


A CubeYou tem ligação com o Centro de Psicometria da Universidade de Cambridge e estaria coletando dados de usuários por meio de testes online. 


A empresa teria coletado dados supostamente para uso acadêmico e depois os vendido a empresas de marketing, mesmo procedimento polêmico adotado pela Cambridge Analytica, que está no centro do escândalo de vazamento de dados do Facebook.


No sábado (7), outra empresa, a canadense AggregateIQ, já tinha sido suspensa por razões similares.


A Cambridge Analytica teria reunido indevidamente os dados de 87 milhões de pessoas, inclusive mais de 400 mil no Brasil, por meio de testes e da coleta dos dados dos amigos de quem fazia o teste. 


O Facebook disse que começaria nesta segunda a avisar os usuários que tiveram seus dados comprometidos pela Cambridge Analytica.


Nesta semana, o fundador e presidente do Facebook depõe ao Congresso americano pela primeira vez desde a criação da rede social, em 2004. As audiências estão marcadas para terça (10) e quarta (11).


A empresa está sob um escrutínio inédito de políticos, investidores e internautas acerca da segurança dos dados dos usuários e de sua responsabilidade na difusão de informações falsas e de manipulações políticas.


Associated Press


 


 

Voltar